Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Tons de voz

No outro dia a andar na rua esbarrei-me com uma rapariga francesa. Imediatamente saiu-me um "desculpe" apressado e um olhar meio de lado. Mas do outro lado ouvi "pardon". Mal vi a rapariga, mas aquele "pardon" dito por aquela voz suave e encantada fez-me parar o raciocínio em que ía entretida. É que não há nada mais francês do que o tom daquela voz. E nisto fiquei a pensar nos tons de voz que nos identificam enquanto povos. Nas cordas vocais que nos distinguem tanto como a cor da pele. Os nórdicos têm mais facilidade com as notas agudas e os africanos chegam aos graves como ninguém. Mas será que já foi feito um estudo sobre o tom de cada povo!?

conversar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.