Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Escrever

Durante a minha vida tive alguns surtos de escrevinhanços intercalados entre períodos em que me dedico a viver. Escrevi pequenos textos, contos e poemas primeiro a caneta em folhas de papel pautado, depois na máquina de escrever em folhas de papel branco e finalmente no computador em ficheiros word. De vez em quando lembrava-me que deveria organizar tudo para memória futura e planeava passar tudo para o computador. Hoje finalmente peguei nos papéis e sentei-me ao computador. Fiquei a olhar muito tempo para aquelas palavras escritas por mim há tantos anos, com uma letra tão certa e arredondada.

Depois peguei numa caneta e comecei a passar o que tinha escrito no computador para um caderno pautado.