Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Rascunhos

Embora isto aqui seja um espaço anónimo e solitário, ainda não consegui me desprender das correntes do bom senso e da correcção que me impedem de disparatar os egoísmos e loucuras com os quais se forma a minha mente. E também não conclui ainda se da purga resulta benefício.

Lembra-me a diferença entre os rascunhos de um pintor e os de um escritor. Se os esboços que um pintor faz antes do quadro são por si obras de arte dignas de exposição, será que as versões iniciais de um texto são úteis para quem o lê. Ou antes pelo contrário, se se puder observar as várias tentativas que um poeta fez até acertar na forma final do poema, este perde a ilusão de talento!? E então voltando a mim, será que escrever os rascunhos da minha mente me são úteis, ou antes pelo contrário podem deturpar o produto final que são os meus actos!?

foto do autor

arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D