Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Promessas

A cada grande incêndio tenho feito promessas para mudar comportamentos na minha vida, aquialiacoliacolá (assim mantenho a lista em dia). Tenho cumprido a maioria das promessas, o que já é alguma coisa. É como o governo, este ano está melhor mas ainda há trabalho a fazer. Para já não está a morrer gente (toc toc toc bate na madeira), as comunicações estão melhores, e estão tantos bombeiros, meios terrestres e meios aéreos no terreno que se arde uma fogueira a norte não sei se haverá alguém para apagá-la. Agora os comentadores de serviço mandam a culpa para o desordenamento florestal e a burocracia, porque pelos vistos houve gente que limpou o mato aqui e ali, mas não foi com plano aprovado. A burocracia tem costas largas e apanha com a culpa de quase tudo nesta vida.

Então este ano as minhas promessas são:

1. Comprar um carro elétrico usado para emitir menos CO2 (sim, eu sei, as baterias de lítio e coisa e tal, mas agora ando preocupada com o CO2, daqui a vinte anos se ainda cá estivermos preocupo-me com o lítio);

3. Plantar árvores de fruto no terreno que era quintal;

2. Deixar de comprar embalagens de leite achocolatado e sumo em pacotinhos para os miúdos levarem para a escola, e em vez disso levam um termo com leite achocolatado e sumo feito em casa (reduzo embalagens e palhinhas);

3. Deixar de comprar água em garrafões, e em vez disso comprar uma caneca com filtro e beber da torneira (poupo garrafões de água);

4. Deixar de comprar alimentos embalados em plástico no supermercado (compro mais no talho e compro frutas e legumes em sacos de papel ou sem saco);

5. Aproveitar alguma água da chuva para a rega.

 

O ano passado escrevi que pessoalmente pouco podia fazer, mas a verdade é que tenho vindo a fazer qualquer coisa e vou-me lembrando sempre de mais. Também tenho falado com as pessoas que estão à minha volta para mudarem alguns comportamentos e investirem em energias renováveis. Além disto tudo, quando tomo estas decisões fico mais descansada, começo a dormir melhor e gasto menos energia eléctrica do que quando tenho insónias...