Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Os blogues de antigamente

Há uns tempos ouvi a entrevista a uma bloguer famosa em que lembrava com saudade os tempos em que isto dos blogues tinha começado: que a blogosfera era um grupo de gente armada apenas da vontade de escrever ou de contar a sua vida sem esperar qualquer retorno monetário ou até de audiência, e que agora era tudo muito regado a interesses publicitários e promoção pessoal.

Ora eu nunca soube bem o que era a blogosfera, assim como não sei o que é estratosfera ou outras esferas que para aí andam. Mas o discurso era parecido com o de uma prima minha que me dizia que no tempo dela se aproveitava a roupa de uns irmãos para os outros e agora se deita tudo fora. Eu disse-lhe que eu aproveito a roupa do meu filho mais velho para o mais novo e do mais novo para os filhos dos amigos. Reconheço que hoje em dia há mais roupa e há roupa de má qualidade que não dura tanto, mas pensar que o hábito de reaproveitar a roupa se extingiu é apenas reconhecer que ela própria não o tem.

Com isto, respondo deste meu canto sossegado, que se alguma bloguer tem vontade de escrever ou de contar a sua vida sem que ninguém a chateie é muito fácil criar um blog anónimo aqui no sapo.

2 falas

conversar