Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Metáforas

Adoro metáforas! Exceptuando-se a palavra em si, que para vocábulo grego não tem piada nenhuma. Na minha opinião uma metáfora deveria ter um nome espectacular, que por si só, fosse uma metáfora à metáfora! Mas bem, o que queria aqui dizer é que me dou mal com algumas metáforas bem conhecidas, principalmente as mais antigas. Por exemplo "amor é um fogo que arde sem se ver"! Passei anos da minha vida a sentir-me desajustada com o raio do amor, com uma vontade amedontrada de sentir esse fogo. A certa altura já era mais o medo que a vontade! E na verdade, acho que nunca o senti. Não me consome nenhum fogo. Que raio de imagem! Fico logo a pensar em incêndios, mata queimada, calor asfixiante, inferno, e por aí fora...O amor para mim é água que me alívia a sede, que me envolve quando me banho, e outras piroseiras que tal, relacionadas com H2O. Então, depois de muito martelar a cabeça cheguei à conclusão óbvia que eu sou do tempo do aquecimento eléctrico e Camões era do tempo das lareiras. E fico assim pasmada, por ter andado, eu e talvez mais uns tantos tolos, atrás de metáforas sem as contextualizar, porque eu tinha percebido muito mais depressa se me tivessem dito: "amor é um kW que se transforma sem se ver".