Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Graffiti e greves

Hoje, enquanto estava presa no trânsito, entreti-me a olhar para muros e paredes! E ao lado de originais pinturas murais ou incompreensíveis siglas que nada dizem a quem as vê, aparece aqui e ali um apelo à greve. Ora, embora a tinta seja do mesmo tipo, custa-me associar os operários e motoristas, cansados de um dia de trabalho, a lutarem por melhores condições, com os noctivagos pintores que gostam de animar (ou poluir) as ruas desta cidade. Estão tão longe uns dos outros, como as gordas e coloridas letras de um graffiti estão das maiúsculas de "GREVE GERAL 24/11". Parecem feias, agressivas e rudimentares, as letras dos sindicalistas ali no meio, mas por outro lado se fossem gordas e coloridas como um graffiti, eu nem reparava nelas.