Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Dedos dos pés

Ontem estava a pintar as unhas dos pés e a pensar que os dedos dos pés são como países em vias de desenvolvimento. Atrasaram-se no crescimento (talvez porque suportavam a carga de um corpo inteiro) e agora, por mais que o polegar do pé se queira separar dos restantes dedos e tornar o pé útil para outra coisa que não andar, já não há espaço dentro do sapato para o fazer. Ficaram assim, ruínas do que poderia ter sido interrompido pelo que veio a ser.