Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Convicções que mudam com a idade

Há 20 anos atrás se alguém me perguntasse como deviam ser escolhidos os magistrados em cargos determinantes para a nação eu diria que o sistema português era o melhor e mais isento e apontava como exemplo negativo os países em que estes cargos eram eleitos (porque os juízes tenderiam julgar em função da vontade do povo e não da vontade da lei e da verdade). Com a idade estou a questionar o que é isso da vontade da lei e mais ainda o que é isso da verdade, e vejo-me a defender que os juízes deviam ser eleitos. Autoritarismo por autoritarismo, prefiro o escolhido por mim e pelos meus concidadãos.