Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Agradecer

Quando era mais nova sentia-me algumas vezes culpada por não conseguir retribuir a ajuda que recebia aqui e acolá. Na faculdade, esse sentimento surgia quando depois de faltar às aulas consistentemente, estudava pelos apontamentos dos colegas. Até que me apercebi que, nos anos seguintes, havia quem estudasse pelos exercícios e resumos que eu fazia ao estudar. Desde essa altura que entendo a ajuda ao próximo como a ajuda ao seguinte e não ao mesmo. Aliás, só assim a sociedade consegue espalhar o conhecimento, se nos bastasse a retribuição a quem nos ensinou o conhecimento não proliferava. O maior exemplo disso é a relação entre pais e filhos, por mais que apoie os meus pais, nunca farei por eles o que eles fizeram por mim. Faço-o pelos meus filhos, e assim sucessivamente. E assim, agradeço aos outros aquilo que fizeste por mim.