Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ano Novo

Olho para o céu e sinto-me embuída no espírito de Ano Novo, o que é uma parvoíce porque está um calor literalmente infernal e o que menos se vê no céu são estrelas. Mas casa roubada trancas à porta, e sinto que esta nossa casa que é a Terra está a ser miseravelmente pilhada. Assim, estou a fazer promessas de Ano Novo para ser mais ecológica. Já decidi que vou deixar o carro mais vezes na garagem e andar a pé ou de transportes públicos, vou colocar painéis solares para aquecer a água e cortar com o gás, e vou comprar pinheiros para plantar no Outono no monte que ardeu perto da casa na aldeia. Soa a pouco, mas ao menos soa.