Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ri-te Rita

que a vida não rima

Ri-te Rita

que a vida não rima

Esquecimento

Lá para finais dos anos 80 ou início dos 90, vi o início de um filme francês que passou na RTP2 à noite. Por razões que já me escapam o meu pai não me deixou ver o filme até ao fim e eu fiquei com aquela história em suspenso sempre entalada na cabeça. Não foram poucas as noites que sonhei com ela. Hoje tentei puxar pelos arquivos da memória e já não me lembro da história, mas continuo a lembrar-me que ficou incompleta. Curioso como na vida as nossas sensações se sobrepôem aos acontecimentos, mas no mundo os acontecimentos não querem saber das nossas sensações.

Ler, ouvir e ver

No outro dia tive um "pensamento instantâneo" ou talvez um "instante de pensamento" (ainda não sei bem como catalogar estes momentos) em que deduzi que "ver" seria igual a "ler" mais "ouvir". Claro que depois de escrutinar a fórmula matemática rapidamente conclui que além de estar errada, estava viciada pelos meios de comunicação que me rodeiam, pois associei "ver" ao cinema, "ler" aos livros e "ouvir" aos discos. Concluo assim que já não vejo só com os olhos. E isso não é lá muito bom sinal!

Fronteira

Ando sempre na fronteira entre querer saber e ter de lidar com a frustação e a tristeza,ou mergulhar na estupidez e ser alegremente ignorante.